Recém-empossada, reitora do IFBA fala sobre os planos de gestão

Luzia Matos Mota, que assumiu o cargo de reitora no início deste mês, estará à frente do Instituto Federal da Bahia (IFBA) até 2023. Atualmente, a instituição contabiliza mais de 36 mil alunos e atua como um importante agente transformador naquele que é considerado o maior estado da Região Nordeste do Brasil.

Em seu discurso de posse, proferido em cerimônia realizada na Reitoria do IFBA, em Salvador, no dia 10/1, ela destacou: “assumo o cargo com muito orgulho e, sobretudo, consciente da responsabilidade e distinção que recebi da comunidade acadêmica e da sociedade.”

Diálogo com a comunidade, foco na permanência e êxitos dos estudantes e descentralização da gestão são alguns dos pontos de destaque do projeto que a dirigente pretende colocar em prática junto com os cinco pró-reitores e 16 diretores-gerais de campi, também recentemente empossados, professores e técnico-administrativos.

“Contamos com o Polo de Inovação de Equipamentos médicos que tem uma trajetória excelente, e a nova gestão objetiva fortalecer isso. A intenção é delinear novos rumos de pesquisa”, acrescentou Luzia – a segunda mulher a dirigir o IFBA.

O decreto de nomeação foi publicado no dia 24 de dezembro de 2019, mas a história de Luzia com o Instituto Federal da Bahia teve início bem antes da data. A reitora é egressa da instituição. “A educação profissional e a Rede Federal fazem parte de uma política pública que tocou e transformou a minha vida. Todos os dias, a minha disposição é fazer com que essa política atinja cada vez mais estudantes, particularmente, a população mais pobre, a classe trabalhadora. A transformação que a Rede Federal promove não é individual, é um projeto de nação”, declarou.

1ª Reunião Extraordinária do Conif – Nesta semana, a reitora do IFBA, bem como as reitoras que, no fim de 2019 tomaram posse – Deborah Santesso, do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM), e Elaine Cassiano, do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) –, participaram pela primeira vez da reunião do Conselho.

O próximo encontro do colegiado está marcado para o período de 18 a 20 de fevereiro, em Brasília.

Bárbara Bomfim

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7230

 

Conif recebe coordenação-geral do Sinasefe

CNF 0100O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) recebeu, nesta semana, representantes do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe). O grupo esteve na sede do colegiado, em Brasília, para apresentar demandas e formalizar a entrega de documento que elenca questões levantadas pela entidade.

A Medida Provisória (MP) nº 914/2019 – que trata da escolha de reitores das instituições federais de ensino – foi o principal item da pauta apresentada a integrantes da atual e da futura Diretoria Executiva do Conif na noite dessa quarta-feira, 15/1. Um ofício contendo a descrição das demandas do Sinasefe foi entregue na manhã desta quinta-feira, 16/1, durante a 1ª Reunião Extraordinária do Conselho. “Queremos trabalhar juntos em alguns pleitos importantes para a defesa da rede”, ressaltou o David Lobão, da coordenação-geral do sindicato.

Durante o encontro, o presidente do Conif, Jerônimo Rodrigues da Silva, enfatizou que os prazos de tramitação da MP no parlamento são curtos. “Precisamos trabalhar em todas as frentes possíveis pela rejeição da proposta presidencial. É necessário mobilizar a sociedade e unir forças em defesa da lei de criação dos institutos federais (Lei nº 11.892/2008)”, afirmou.

O reitor do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Jadir Jose Pela, que assumirá a presidência do Conselho em fevereiro, também participou do encontro.

Tramitação – A assessora de Relações Governamentais do Conif, Fernanda Torres, fez uma síntese aos representantes do Sinasefe sobre o trâmite de uma Medida Provisória no Congresso e apresentou a articulação emergencial do Conif frente ao texto assinado pelo Planalto.

Marcus Fogaça

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7203

Nota em defesa da democracia e da autonomia dos Institutos Federais e Colégio Pedro II

Reunido em caráter extraordinário nos dias 15 e 16 de janeiro, em Brasília, o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) aprofundou os debates sobre a Medida Provisória (MP) nº 914/2019, que altera o processo de escolha dos dirigentes das instituições federais de ensino, e torna público o seu posicionamento.

O Conselho reconhece como princípio fundamental dos Institutos Federais a sua lei de criação (Lei nº 11.892/2008), concebida a partir de um processo democrático que contou com a participação de atores sociais e que representa as singularidades de um projeto estruturante inovador e inclusivo, socialmente consolidado como uma política de Estado. De forma clara e incontestável, trata-se de um marco legal que é referência em inovação e democracia, inclusive no que diz respeito à escolha dos dirigentes pela comunidade acadêmica, símbolo da autonomia dos Institutos Federais.

Os processos eleitorais na Rede Federal são consolidados e reconhecidos pela transparência e segurança jurídica, garantindo uma contínua prática de aprimoramento da gestão institucional. Assim, reitores e diretores-gerais são eleitos por voto direto e uninominal, sem lista tríplice, respeitando a paridade entre estudantes, professores e técnico-administrativos.

Ao lado da sociedade e em conjunto com entidades voltadas à educação, o Conif está intensificando as articulações no Congresso Nacional pela rejeição da MP nº 914/2019 e pela preservação integral da Lei nº 11.892/2008. Convicto de que essa lei viabiliza a qualidade da educação, ciência e tecnologia da Rede Federal, permite o alcance de ações educacionais transformadoras e garante a autonomia das instituições, o Conselho se contrapõe, terminantemente, a qualquer tentativa de alterá-la. 

Em defesa da democracia e da autonomia institucional, o Conif repudia a MP nº 914/2019!

Brasília, 16 de janeiro de 2020.

Clique aqui para acessar a nota em PDF.

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF

       ​Secretaria Executiva
    (61) 3966-7220
   conif@conif.org.br

       ​​Assessoria de Comunicação Social e Eventos
    (61) 3966-7230
   ​comunicacao@conif.org.br

       ​​​Assessoria de Relações Internacionais
    (61) 3966-7240
   ​internacional@conif.org.br