Parceiros do projeto SOS Cidadão são reconhecidos pelo IFPB

O Instituto Federal da Paraíba (IFPB) realizou nesta sexta-feira,1/12, solenidade de reconhecimento institucional à Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social, à Polícia Militar da Paraíba e à Unimed, pelo incentivo para criação do aplicativo "SOS Cidadão", desenvolvido pelo aluno do campus João Pessoa e policial militar Éder Pires.

A cerimônia aconteceu na sede da Reitoria do IFPB e contou com a presença do reitor Nicácio Lopes; do secretário Cláudio Lima; do tenente coronel Arnaldo Sobrinho, coordenador do Centro Integrado de Operações (Ciop); do coronel Júlio César e do capitão Flávio; do presidente do Conselho de Administração da Unimed, Dr. Demóstenes Cunha Lima; do assessor de Desenvolvimento Humano da Unimed, Gláucio Nóbrega; do pai do aluno, Francisco Batista; além do diretor de Inovação Tecnológica, Maxwell Amaral e da professora Damires Fernandes.

O aplicativo desenvolvido pelo discente foi o primeiro lugar da Mostra Tecnológica realizada durante o II Simpósio de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Simpif), do IFPB. O instrumento amplia o atendimento do Ciop, que antes era feito apenas por meio do número de telefone 190, à população paraibana, e está disponível na App Store para iOS e na Playstore para Android. Desta forma, permite que os cidadãos possam, por meio de chamadas à polícia, informar dados importantes para agilizar o trabalho dos serviços de segurança.

"É um instrumento que utiliza a pesquisa e a tecnologia desenvolvidas no âmbito do Instituto para o bem da sociedade, atendendo uma demanda real. Me sinto muito gratificada em poder ter orientado Éder nesse projeto", relatou a professora Damires.

Em sua fala, o aluno fez questão de destacar a parceria entre instituições para a criação do aplicativo. "Foi um aplicativo desenvolvido por várias mãos, instituições que acreditaram no projeto, que vem dando certo, e já beneficia a sociedade paraibana", frisou.

Esses benefícios foram elencados pelo coronel Arnaldo. "O Ciop de João Pessoa concentra 70% da base operacional do Estado. Cerca de 100 mil ligações são atendidas por mês. Dessas, 80% são chamadas indevidas, o que dificulta o contato do cidadão com a polícia e o corpo de bombeiros. Com o aplicativo, esse número se reduz. Temos atualmente cerca de 3,5 mil pessoas cadastradas e já conseguimos realizar apreensões de drogas, prisão de foragidos, etc", destacou o coronel.

Para Demóstenes Cunha Lima, salvar vidas é o grande objetivo da Unimed e, "participar da criação deste projeto, corrobora com esse propósito de uma cooperativa cidadã".

O secretário Cláudio Lima agradeceu ao IFPB o reconhecimento concedido. "O instituto tem uma missão belíssima e uma visão de promover o bem da sociedade, por meio da educação. Só temos que agradecer por este momento", expôs.

Por fim, o reitor Nicácio Lopes destacou a importância do aplicativo para salvar vidas. "Ideias como essa são importantíssimas, pois unem parceiros que possuem propósito de salvar vidas, por meio do combate à criminalidade, que representa um grande desafio atualmente", frisou.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Instituto Federal da Paraíba (IFPB).

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF
    (61) 3966-7201
   conif@conif.org.br