Conif defende garantia de recursos para a Rede Federal em audiência pública

O reitor do Instituto Federal do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS), Marcelo Bregagnoli, representou o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) em audiência pública da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizada nessa quinta-feira, 9/11, em Belo Horizonte. Reitores, deputados, professores e estudantes defenderam a revogação da emenda constitucional nº 95/2016, que impõe o congelamento de investimentos públicos por 20 anos, ocasionando instabilidade no eixo educacional do País, campo de extrema relevância para o desenvolvimento social e econômico.

A reunião teve como principal objetivo apoiar a atuação dos institutos federais e das universidades públicas brasileiras para evitar a redução da oferta de ensino já em 2018. Na ocasião, também foi lançada a Frente Parlamentar em Apoio aos Institutos Federais e às Universidades Federais, capitaneada pelo deputado Cristiano Silveira, que solicitou a audiência.

Segundo o parlamentar, desde 2017 os investimentos no ensino superior já sofreram cortes de mais de R$ 4 bilhões e algumas instituições estão recebendo até 30% a menos nos repasses. Na avaliação do deputado, esse cenário impedirá a criação de novos cursos, abertura de vagas, bolsas de pesquisa e, ainda, comprometerá a carreira dos servidores.

O reitor do IFSULDEMINAS, Marcelo Bregagnolli, destacou que os cinco institutos federais mineiros e o Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG) oferecem 40 mil vagas no ensino técnico, 17 mil na educação superior e 2,8 mil vagas em cursos de pós-graduação. Essas instituições são responsáveis por cerca de 1,5 mil projetos de pesquisa e mais de 9 mil cursos oferecidos, que podem ser interrompidos pela falta de recursos.

De acordo com o dirigente, no último ano, os investimentos nessas instituições caíram de cerca de R$ 1 bilhão para R$ 300 milhões. “Isso compromete a expansão e a consolidação de nossas unidades”, declarou ao citar que, de 2010 a 2016, houve um salto de 400 mil para quase 900 mil matrículas nas 644 unidades espalhadas pelo Brasil.

Com informações da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Assessoria de Comunicação
Conif
(61) 3966-7202/7203/7204

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF
    (61) 3966-7201
   conif@conif.org.br