Comitê Executivo dará suporte à institucionalização do Programa Mulheres Mil

O Programa Mulheres Mil terá sua institucionalização fortalecida em 2018. Para acompanhar esse processo em âmbito nacional, o Ministério da Educação (MEC) designará um Comitê Executivo que contará com a participação da reitora do Instituto Federal do Amapá (Ifap), Marialva Almeida, representando o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif). As atribuições dessa comissão foram definidas em reunião técnica realizada em Brasília nessa segunda-feira, 22/1.

A primeira agenda presencial do comitê está prevista para março. Além de dar suporte ao processo de institucionalização, o grupo traçará estratégias para intensificar a relação com as instituições demandantes e ofertantes do programa, visando à participação de todos os setores dos municípios e Estados, os quais sustentam o efetivo acesso, permanência e êxito das mulheres. Também estão previstas adaptações à metodologia das atividades voltadas ao sistema prisional.

A representante do Conif no comitê ressalta que o conhecimento sobre a execução do Mulheres Mil qualifica a Rede Federal para contribuir substancialmente. “A nossa expertise, inclusive no relacionamento com o poder público local, será de grande valia e determinante para que outras instituições iniciantes no programa, como o Ministério da Justiça, possam buscar referências. Outra grande contribuição é a questão da verticalização do ensino, mostrando que as participantes podem conquistar espaço a partir do estudo e da qualificação profissional”, afirma.

Marialva Almeida destaca ainda que a inserção do Mulheres Mil no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) de cada instituição é indispensável para que as metas de institucionalização sejam cumpridas. “É uma ação que exige orçamento próprio; e isso será discutido com a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica”, afirma.

Comitê – Também estarão representados no comitê o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA); o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE); o Ministério da Justiça (MJ); a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM); a Organização das Nações Unidas (ONU) Mulheres no Brasil; e o Conselho das Instituições vinculadas às Universidades Federais (Condetuf).

Programa – Resultado de um projeto piloto realizado por meio de uma cooperação internacional entre o Brasil e o Canadá em 2004, o Mulheres Mil foi instituído em 2011 (Portaria do MEC nº 1.015). O programa possibilita a formação profissional e tecnológica, articulada com elevação de escolaridade, de mulheres em situação de vulnerabilidade social, ampliando suas possibilidades de acesso ao mundo do trabalho.

 

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7202

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF
    (61) 3966-7201
   conif@conif.org.br