LOGO PORT1 LOGO ENGLISH32px LOGO ESP1

Rede Federal expande parceria na área de eficiência energética

CNF 0222A Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação (MEC) mantém uma parceria com a Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ, na sigla em alemão), agência alemã que atua na capacitação de especialistas em eficiência energética. Os resultados dessa cooperação foi tema do último dia da 96ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), nesta quinta-feira, 13 de junho, em Brasília.

Com o projeto “Profissionais para Energias do Futuro”, desde 2016 a Rede Federal se dedica a desenvolver o uso de fontes alternativas de produção de energia. “As instituições têm capilaridade e expertise para expandir esse projeto e suprir a demanda de falta de profissionais em áreas como a de energia fotovoltaica. Precisamos reavaliar o que temos feito e ampliar nossas ações”, apontou o vice-presidente de Relações Institucionais do Conselho, Marcelo Bregagnoli, reitor do Instituto Federal do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS).

Neste ano, o projeto será ampliado e um grupo de trabalho com representantes da Setec e do Conif vai colaborar para que as metas estipuladas para a segunda fase do “Profissionais para Energias do Futuro” sejam alcançadas até 2021. “Estamos presentes em muitas partes do território nacional e podemos ser exemplo de formação de mão de obra de bons profissionais para manter esse mercado aquecido”, ressaltou o vice-presidente Administrativo do Conif, Virgílio Augusto Sales Araripe, reitor do Instituto Federal do Ceará (IFCE).

A expectativa do diretor-adjunto da GIZ e coordenador do projeto, Cristoph Büdke, é que a parceria forme três mil profissionais nos próximos anos, além de que sejam feitas atualizações nas matrizes curriculares dos cursos da Rede Federal para incluir novos temas do setor elétrico como a eletromobilidade. Durante o encontro, algumas iniciativas exitosas da Rede foram lembradas, como a implementação de placas fotovoltaicas em campi dos institutos federais de Goiás (IFG) e de São Paulo (IFSP) e a capacitação de professores em cursos de energia fotovoltaica pelo Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG).

Segundo Büdke, na primeira fase do projeto “Profissionais para Energias do Futuro”, a Rede Federal capacitou mais de 300 docentes com aulas teóricas e práticas. A parceria rendeu também o investimento de R$ 18 milhões em quatro campi, a abertura de cursos de instalador fotovoltaicos em municípios de Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo e do curso de pós-graduação em Eficiência Energética no Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes).

O coordenador do Programa para Desenvolvimento em Energias Renováveis e Eficiência Energética na Rede Federal (EnergIF), Marco Juliatto (Setec-MEC), falou da importância de alcançar as metas estipuladas para esta segunda fase. “Vivemos um apagão no setor por falta de cursos e de capacitação da mão de obra. Todos os atores precisam se envolver”, destacou Juliatto, que ainda frisou o interesse do MEC em investir em ações que gerem economia de recursos.

Marcus Fogaça

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7203

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF

       ​Secretaria Executiva
    (61) 3966-7220
   conif@conif.org.br

       ​​Assessoria de Comunicação Social e Eventos
    (61) 3966-7230
   ​comunicacao@conif.org.br

       ​​​Assessoria de Relações Internacionais
    (61) 3966-7240
   ​internacional@conif.org.br