LOGO PORT1 LOGO ENGLISH32px LOGO ESP1

Defesa pela autonomia e fortalecimento da Rede Federal deram o tom de resistência ao encerramento da Reditec 2019

encerramentoApós quatro dias de intensa programação, o Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC Câmpus Florianópolis-Continente sediou nesta quinta-feira (12), o encerramento oficial da 43ª Reunião Anual dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec), que abordou o tema “Mãos que fazem, mentes que transformam: 110 anos da Educação Profissional no Brasil”.

Cerimônia iniciou com a leitura da Carta da 43ª Reditec redigida durante o evento. O documento lido pela reitora do Instituto Federal de Santa Catarina, Maria Clara Kaschny Schneider, destacou a relevância nacional e consolidação da Rede Federal de Educação, Profissional e Tecnológica que, neste momento de incertezas e tensões, deve lutar por sua autonomia institucional e pela garantia do financiamento da educação pública como dever constitucional do Estado. Da mesma forma que a Reditec deve ser vista como fortalecimento da Rede Federal.

Em seguida, o presidente do Conselho Nacional de Diretores das Escolas Técnicas vinculadas às Universidades Federais (Condetuf), Zilmar Rodrigues de Souza revelou sua alegria após a apreensão ao vir para a Reditec diante do contexto sociopolítico. “Foi uma grata surpresa encontrar poesia nos trabalhos que deram uma leveza ao evento. Assim como um grupo orquestral, pude ver aqui a equipe da Rede Federal com princípio de coletividade e individualidade na condução de todos as atividades. Obrigada por nos receber. E, mesmo com tantas adversidades, que possamos comemorar mais 10 anos na busca de novas conquistas”, relatou Souza.

“Esta edição teve menor número de participantes. Entretanto, um grande significado. Acompanhamos todas as dificuldades na organização, foram dois anos desafios como serão as próximas edições. Reconheço e agradeço a contribuição e relevância de cada participante, sejam os gestores, os organizadores e a comunidade acadêmica. Saio feliz e satisfeito”, enfatizou o presidente do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), Jerônimo Rodrigues da Silva, reitor do Instituto Federal de Goiás (IFG), ao fazer um breve histórico de todas as edições da Reditec iniciadas em 2009.

Reitor substituto do Instituto Federal Catarinense (IFC), Fernando José Garbuio, destacou a perseverança das equipes na organização do evento diante de tantos desafios. “Passamos por diversas emoções, mas deixamos um grande legado, principalmente para o campus. Foi a primeira vez que tivemos a participação efetiva dos estudantes na organização da Reditec e que este modelo possa ser replicado em outros eventos. Parabenizo também todos os servidores pela organização e condução das atividades. Obrigada aos que aceitaram esse desafio e estiveram aqui conosco”, enfatizou Garbuio.

“Missão cumprida! Enfrentamos um cenário difícil, mas conseguimos com apoio dos servidores dos dois institutos. Hoje somos mais do que irmãos, o evento nos aproximou intensamente e que esses nós não se desfaçam. Perdemos e número de participantes, mas ganhamos em união em toda a Rede. Tivemos momentos de intensos debates, mas todos com respeito. É bom ver que defendemos nossas ideias e a instituição com emoção. Particularmente fiquei muito feliz ao ter minha sugestão de slogan do evento escolhido: a Rede Federal está nas nossas ‘Mãos que fazem e mentes que transformam’. Assim, concluímos essa edição”, ressaltou a reitora do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), Maria Clara Kaschny Schneider ao ser aplaudida de pé.

Final com tom festivo seguiu com a apresentação artística da Banda IF Musical, composta por estudantes do Instituto Federal Farroupilha – IFFar Campus Santo Augusto, do Rio Grande do Sul, com repertório de músicas do pop e rock nacionais e internacionais.

Próximas edições da Reditec

Durante a cerimônia foram apresentadas as próximas edições do encontro. Em 2020, o Instituto Federal do Pará (IFPA) sediará a 44ª Reditec. “Será a primeira vez da Reditec na região Norte. Realizar essa reunião na amazônia tem um significado especial para reforçar a interiorização da Rede Federal, além de oportunizar que conheçam Belém do Pará. Venham para Reditec 2020″, convidou Claudio Alex Jorge da Rocha, reitor do IFPA após destacar o sucesso e coragem das instituições catarinenses na realização da edição de 2019.

Rosane Fernández, diretora do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) Campus Campo Grande, apresentou a candidatura de Campo Grande como cidade-sede da Reditec 2021. “Convido vocês para estarmos no coração do Brasil em 2021. Região com uma grande infraestrutura turística para receber a todos”, defendeu Fernández.

Reditec 2019

Promovida pelo Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), com o apoio Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC), esta edição da Reditec foi organizada pelos Institutos Federais Catarinense (IFC) e de Santa Catarina (IFSC). A programação segue na sexta-feira, dia 13, com seis visitas técnicas programadas para as cidades de Florianópolis, Palhoça e Camboriú.

Acesse o site do evento e confira todas as atividades que foram realizadas durante a semana.

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF

       ​Secretaria Executiva
    (61) 3966-7220
   conif@conif.org.br

       ​​Assessoria de Comunicação Social e Eventos
    (61) 3966-7230
   ​comunicacao@conif.org.br

       ​​​Assessoria de Relações Internacionais
    (61) 3966-7240
   ​internacional@conif.org.br