LOGO PORT1 LOGO ENGLISH32px LOGO ESP1

Desenvolvimento do setor do algodão em Moçambique terá suporte da Rede Federal

A experiência da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, do ministério da Educação do Brasil, será compartilhada e poderá contribuir para o aperfeiçoamento da cadeia produtiva do algodão em Moçambique. Para isso, sob coordenação da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), está sendo negociado novo projeto de cooperação técnica que envolverá diversas instituições dos dois países e deverá ter início em 2020.   

O Instituto do Algodão de Moçambique (IAM) está à frente do projeto naquele país, apoiado por outras instituições. Do Brasil, além da ABC, a iniciativa abrange o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), o Instituto Brasileiro do Algodão (IBA), os institutos federais do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS), de Goiás (IFG) e de Brasília (IFB), além da Universidade Federal de Lavras (UFLA).

Missão – Com o objetivo de conhecer a realidade local do setor algodoeiro moçambicano, uma delegação brasileira realizou visitas técnicas nas cidades de Nampula, Namialo e Maputo entre os dias 23 e 27 de setembro. Representantes de todas as entidades envolvidas na iniciativa estiveram presentes.

Em Nampula, a delegação brasileira realizou visita à Direção Provincial de Agricultura e Segurança Alimentar de Nampula, à Fábrica de Descaroçamento da Sociedade Algodoeira de Nampula (SANAN), à Delegação Provincial do Instituto do Algodão de Moçambique em Nampula (DIAMN) e o seu respectivo Laboratório de Classificação das Fibras do Algodão. Em Namialo, as visitas técnicas ocorreram no Centro de Investigação de Sementes de Algodão (CINSAM) e no Laboratório de Análise de Plantas e Solos.

A agenda foi concluída em Maputo, com visitas ao Instituto de Formação Profissional e Estudos Laborais Alberto Cassimo (IFPELAC), à Fábrica de Fiação Mozambique Cotton Manufacturers e à Autoridade Nacional de Educação Profissional de Moçambique (Anep). Encerrando a missão, realizou-se uma oficina de trabalho com o objetivo de definir as diretrizes para a construção do documento do novo objeto de cooperação técnica, o Projeto “Caminhos do Algodão”. O evento teve duração de dois dias e reuniu todos os atores importantes para a iniciativa.

Cooperação Técnica – A relação com a Rede Federal ganhou força em 2017, quando uma parceria entre o Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional de Moçambique, o Conif, a ABC e o Ministério da Educação (MEC) deram início ao Programa de Formação de Formadores Moçambicanos. Desde então, duas turmas de professores do país do sul da África vieram ao Brasil para atualizações nas áreas de Ciências Agrárias e Mecanização Agrícola. Atualmente outros dez docentes participam de formação em Design de Interiores e Movelaria.

 

 

Lena Marinho

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7230

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF

       ​Secretaria Executiva
    (61) 3966-7220
   conif@conif.org.br

       ​​Assessoria de Comunicação Social e Eventos
    (61) 3966-7230
   ​comunicacao@conif.org.br

       ​​​Assessoria de Relações Internacionais
    (61) 3966-7240
   ​internacional@conif.org.br