Oficina sobre Matriz Conif lotou auditório na Reditec 2019

CNF 0486Cerca de 150 participantes da 43ª edição da Reunião Anual dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec 2019) tiveram a oportunidade de conhecer as funcionalidades da Matriz Conif, que é a metodologia utilizada para a distribuição dos recursos destinados aos associados do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) – institutos federais, centros federais de educação tecnológica (Cefets) e Colégio Pedro II –, cujo estudo é apresentado anualmente à Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec). A oficina foi conduzida pelo pró-reitor de Administração no Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM), Marco Antônio Maciel Pereira.

“A Matriz Conif cruza os dados com Plataforma Nilo Peçanha (PNP) para gerar o orçamento do campus. Com ela é possível construir as propostas orçamentárias de acordo com número de estudantes, modalidades de curso, quantitativo da assistência estudantil, entre outros fatores. Em dois anos, percorrendo os institutos federais a apresentei em 24 instituições da Rede Federal. Entretanto, ela está em constante atualização para facilitar os trabalhos”, revela Marco.

Inicialmente planejada para 30 pessoas, a oficina foi transferida de local para oportunizar mais vagas diante do interesse do público. “Assisti à apresentação do Marco em outros momentos, mas pela complexidade da matriz acho válido participar novamente para entender um pouco mais. Com a Matriz Conif, vinculada aos dados da PNP, é possível elaborar melhor o planejamento das instituições para tomada de decisões”, justifica o pró-reitor de Extensão no Instituto Federal Goiano (IF Goiano), Sebastião Nunes.

Entre os novos participantes na oficina estava Igor Guteres, coordenador dos cursos técnicos e de formação inicial e continuada (FIC) no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). “Mesmo atuando mais diretamente no Ensino, é fundamental saber como funcionam as ferramentas de gestão. No caso específico da Matriz Conif é importante entender o seu funcionamento, pois ela também é utilizada no momento de definir quais os cursos serão ofertados. Porque além de obedecer a Lei específica sobre os quantitativos de cursos, é comum verificar quais os pesos de cada modalidade”, observa Guteres.

A oficina foi também um momento para troca de informações e esclarecimento de dúvidas por aqueles que usam a Matriz Conif em suas rotinas.

Reditec 2019 – Atividades da 43ª Reditec estão sendo realizadas no Centro de Eventos do Campus Florianópolis-Continente do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). A programação segue até sexta-feira, 13 de setembro, sob organização do IFSC e do Instituto Federal Catarinense (IFC), com o tema “Mãos que fazem, mentes que transformam: 110 anos da Educação Profissional no Brasil”.

Texto: Rosiane Magalhães, do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) – adaptado

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7230

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF – Brazil

       ​Secretariat Executive
    (61) 3966-7220
   conif@conif.org.br

       ​​Social Communication and Events Advisory
    (61) 3966-7230
   ​comunicacao@conif.org.br

       ​​​International Relations Advisory
    (61) 3966-7240
   ​internacional@conif.org.br