LOGO PORT1 LOGO ENGLISH32px LOGO ESP1

Publicado edital do Programa de Leitores Franceses 2020

As instituições interessadas em participar do Programa de Leitores Franceses da Embaixada da França têm até 14 de novembro para submeter propostas de plano de trabalho e apresentar candidatura. O edital com todas as regras foi publicado nesta segunda-feira, 14/10, pelo Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif).

Serão selecionadas dez instituições da Rede Federal que, no período de 9 de março a 11 de dezembro de 2020, receberão mestrandos franceses em suas unidades. Podem manifestar interesse os 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia, os dois centros federais de educação tecnológica (Cefets) e o Colégio Pedro II (CPII).

Uma comissão composta por representantes do Conif e da Embaixada da França avaliará as propostas, considerando os seguintes critérios: coerência e qualidade da proposta, envolvimento de alunos, envolvimento de professores e sustentabilidade das ações. A divulgação do resultado final está prevista para até 11 de dezembro de 2019.

No Brasil, as atividades serão executadas considerando a carga horária semanal de 12 horas de aula e outras seis horas para atividades de cooperação internacional, linguística, educativa e cultural.

Programa – Criado em 2011, o programa incentiva o ensino de idiomas, o intercâmbio cultural e a troca de conhecimentos e experiências para a consolidação de uma rede franco-brasileira de educação profissional, além de promover a internacionalização das instituições da Rede Federal.

Mais informações: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. ou (61) 3966-7244.

Acesse o edital CONIF/AI Nº 02/2019.

 

Lena Marinho

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7230

Conif contribui para debate sobre formas de oferta do Ensino Médio

Com a participação do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), as formas de oferta do Ensino Médio pautaram reunião técnica no Conselho Nacional de Educação (CNE) nessa quinta-feira, 10/10. Diversas entidades representativas de instituições públicas e privadas discutiram questões como currículo, mudanças no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) e o uso da tecnologia no ensino.

A agenda foi conduzida pelo presidente da Comissão das Formas de Oferta do Ensino Médio – Novo Ensino Médio da Câmara de Educação Básica (CEB-CNE), Eduardo Deschamps, e contou com a presença de vários conselheiros, entre eles o presidente do CNE, Luiz Roberto Liza Curi. O objetivo foi ouvir os atores envolvidos na discussão e oferta do Ensino Médio no Brasil com o intuito de encontrar soluções para os desafios atuais, identificar pontos que mereçam a construção de normas complementares e apontar eventuais mudanças necessárias no Enem e no PNLD, dois programas que têm papel fundamental na política do Ensino Médio.

No decorrer dos debates inspirados pela Resolução nº 6/2012-CNE/CEB, os representantes do Conif defenderam a oferta do ensino técnico integrado, uma das expertises da Rede Federal. “É uma forma de oferta que contribui para a formação integral do ser humano, para a verticalização do ensino e para dar acesso ao mundo do trabalho, a critério dos interesses do estudante. Outro destaque importante é que a integração curricular contribui para que os nossos estudantes tenham bases mais sólidas para os conhecimentos do núcleo tecnológico, ao mesmo tempo que os conhecimentos do núcleo tecnológico contribuem para a melhor compreensão do núcleo básico”, afirmou o vice-coordenador do Fórum de Dirigentes de Ensino (FDE), Ricardo Cardozo, pró-reitor de Ensino do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG), que destacou ainda a importância da participação do Conif nas discussões.

Também representaram a Rede Federal os pró-reitores de Ensino dos institutos federais de Goiás (IFG), Oneida Irigon; de Mato Grosso (IFMT), Carlos Câmara; e do Rio de Janeiro (IFRJ), Alessandra Paulon, além da diretora de Ensino Fundamental e Médio do Colégio Pedro II (CPII), Maria de Lourdes Jeanrenaud.

 

Lena Marinho

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7230

Nota pública

O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) vem a público manifestar total apoio ao Colégio Pedro II (CPII) e integral repúdio a quaisquer iniciativas que visem desestabilizar o funcionamento de instituições de ensino, incentivar a desconstrução dos valores éticos institucionais e/ou que expressem perseguição aos dirigentes públicos.

Na manhã desta sexta-feira, 11/10, a comunidade do CPII foi surpreendida pela “vistoria” de deputados no campus de São Cristóvão, com a justificativa de que estariam em busca de subsídios para a destinação de emendas e de elementos com conotações políticas. A forma abrupta dessa visita, sem agendamento prévio, repercutiu negativamente na comunidade acadêmica, causando indignação e tumulto no colégio.   

Diante de fatos dessa natureza, mais uma vez, os integrantes do Conif repudiam os constantes e generalizados ataques contra a autonomia das instituições públicas de ensino e contra os gestores, eleitos democraticamente e dedicados à promoção da educação pública, ética e cidadã.

Brasília, 11 de outubro de 2019.

Clique aqui para acessar a nota em PDF.

Conif participa de reunião sobre instrumentos de avaliação institucional externa e de cursos de graduação

O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) participou nessa quinta-feira, 10/10, em Brasília, de reunião de trabalho que abriu os debates sobre o aperfeiçoamento dos instrumentos de avaliação institucional externa e de cursos de graduação presencial e a distância. A agenda foi proposta pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Para o encontro, a Coordenação-Geral de Avaliação dos Cursos de Graduação e Instituições de Ensino Superior, da Diretoria de Avaliação da Educação Superior (Daes) do Inep, convidou diversas entidades representativas de instituições públicas e privadas com o objetivo de discutir perspectivas de aprimoramentos no processo de avaliação in loco e possibilidades de contribuição por parte de diferentes agentes relacionados à educação superior.

O Conif foi representado pela reitora do Instituto Federal Catarinense (IFC), Sônia Regina Fernandes. Ela explica que um dos desdobramentos da reunião desta quinta-feira é a realização de consulta às entidades representativas de ensino para que possam apresentar críticas e sugestões. O processo será conduzido pelo Inep.

“A participação do Conif em agendas como esta fortalecem a Rede Federal, já que estamos falando de um espaço representativo importante. Enquanto colegiado, incentivaremos a Rede Federal para contribuir com tal processo. É fundamental que estejamos atentos e acompanhemos a evolução dos instrumentos de avaliação”, afirma Sônia.

 

 Lena Marinho

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7230

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF – Brazil

       ​Secretariat Executive
    (61) 3966-7220
   conif@conif.org.br

       ​​Social Communication and Events Advisory
    (61) 3966-7230
   ​comunicacao@conif.org.br

       ​​​International Relations Advisory
    (61) 3966-7240
   ​internacional@conif.org.br