LOGO PORT1 LOGO ENGLISH32px LOGO ESP1

Presidente do Conif acompanha reuniões do Forpog e do Forproext

CNF 0134O presidente do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), Jerônimo Rodrigues da Silva, participou, nesta quinta-feira, 4/4, do último dia de atividades dos Fóruns de Pró-Reitores de Inovação e Pós-Graduação (Forpog) e de Extensão (Forproext). Os dois grupos tiveram pautas em comum com a participação de representantes dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs). Os encontros ocorreram nesta semana no campus Brasília do Instituto Federal de Brasília (IFB).

A agenda conjunta faz parte da estratégia adotada pela atual gestão do Conif. “Nós fazemos parte de uma rede complexa e ativa. Precisamos pautar o nosso trabalho da mesma maneira”, defendeu o presidente, que é reitor do Instituto Federal de Goiás (IFG). “A interlocução entre os fóruns nos fortalece e, pelo que temos ouvido, é uma atividade assertiva e que foi bem aceita”, disse.

Atento às demandas apresentadas pelos órgãos de assessoramento do Conif, o presidente ressaltou o trabalho que vem sendo realizando na relação com parlamentares e o Governo Federal em busca de apoio para as instituições. “Temos que ser criativos neste momento de cortes. Estamos lidando com uma projeção orçamentária para 2019 semelhante a que encontramos em 2008/2009, antes da expansão”, disse.

Os diálogos com os grupos foram acompanhados pelo vice-presidente Administrativo do Conif, Virgílio Augusto Sales Araripe, reitor do Instituto Federal do Ceará (IFCE), que destacou a importância dos dois fóruns. “É indiscutível o papel de cada um para o fortalecimento da Rede Federal”, afirmou.

O coordenador do fórum, Renato Tannure Rotta de Almeida, do Instituto Federal do Espirito Santo (Ifes), ressaltou que a atuação conjunta contribui para evitar retrabalhos dentro da Rede e parabenizou o Conif pela visão estratégica. A coordenadora do Forpog, Ana Paula Palheta Santana, afirmou que o diálogo sobre o fortalecimento da inovação tem sido muito importante.

Os resultados dos debates de ambos os fóruns serão encaminhados ao Conif e discutidos na próxima reunião do colegiado, 9 a 11 de abril, em Maceió (AL).

 

Marcus Fogaça

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7203

Fóruns debatem novos modelos de inovação para a Rede Federal

Os fóruns de pró-reitores de Inovação e Pós-Graduação (Forpog) e de Extensão (Forproext), ligados ao Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), estão reunidos nesta semana, em Brasília, para debater sobre as diretrizes de inovação para a Rede Federal. Com um olhar voltado ao futuro, o grupo trabalha com projeções que garantam mais visibilidade aos projetos de pesquisa e inovação desenvolvidos nas instituições.

Entre os objetivos da reunião está a superação de obstáculos para que as instituições ampliem as transferências de tecnologia para a sociedade. “Temos produtos inovadores que devem ser repassados à sociedade brasileira, nossa grande fiadora”, destaca a coordenadora do Forpog, Ana Paula Palheta Santana.

Esta é a primeira vez que os grupos estão em uma reunião conjunta com a participação dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) dos institutos. O encontro está sendo realizado no campus Brasília do Instituto Federal de Brasília (IFB). “Os institutos federais são muito mais que formadores de profissionais. Somos uma ferramenta de valor. Estamos inseridos em um universo que leva desenvolvimento regional a locais afastados dos grandes centros”, afirma o secretário do Forpog, Arthur Frantz.

O secretário ressalta que é muito difícil desassociar os grupos de trabalho, já que o desempenho de um impacta no outro. Por isso, o encontro desta semana deve ser o primeiro de uma série de tratativas para estabelecer novas diretrizes que consolidem a Rede Federal como referência em inovação. “A integração das pautas foi uma diretiva muito feliz do Conif. Sem dúvidas é uma maneira de ampliar e estruturar ainda mais nossas demandas”, ressalta o coordenador do Forproext, Renato Tannure Rotta de Almeida.

Os Fóruns são órgãos de assessoramento do Conif, compostos por um representante de cada instituição da Rede Federal, responsável pelas ações sistêmicas vinculadas ao tema.

Marcus Fogaça

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7203

Mestrado e Doutorado Profissional são pautas em reunião na Capes

O método de avaliação dos cursos de pós-graduação ofertados pelos Institutos Federais e Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets), bem como a liberação de bolsas de mestrado e doutorado profissional, nortearam a reunião do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), nessa terça-feira, 20/6, em Brasília.

Representando o Conif, a diretora de Relações Institucionais, Maria Clara Kaschny Schneider, destacou a importância de o processo de avaliação dos cursos na modalidade profissional serem conduzidos com parâmetros distintos aos de base acadêmica. “O mestrado e o doutorado profissional qualificam o pesquisador para o mercado de trabalho, atendendo às demandas da sociedade”.

Ela também enfatizou a necessidade da elaboração de uma proposta de mestrado para os técnico-administrativos (TAEs) da Rede Federal. “Apoiamos a qualificação dos nossos servidores e estamos trabalhando para ofertarmos a pós-graduação também aos TAEs”, disse.

Doutorado profissional – O Ministério da Educação (MEC) divulgou na Portaria nº 389, de 23 de março de 2017, a modalidade de doutorado profissional, até então inexistente no Sistema Nacional de Pós-Graduação.

De acordo com a diretora de Avaliação da Capes, Rita Barradas Barata, a intenção é elaborar diretrizes de avaliação para o doutorado profissional que sejam normativas, porém com regras simples. “Em um primeiro momento teremos critérios semelhantes ao do doutorado acadêmico, mas entendo a realidade de cada instituição”.

Como encaminhamento, será instituído Grupo de Trabalho (GT), no segundo semestre de 2017, com representantes da Capes, da Câmara de Pesquisa e Inovação do Conif e do Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Forpog), com o objetivo de aperfeiçoar as técnicas de análise dos programas de pós-graduação nas modalidades de mestrado e doutorado profissional.

O secretário-executivo do Conif, Alexandre Bahia, também participou da reunião.

Nívea Furtado

Assessoria de Comunicação

Conif

(61) 3966-7202/ 3966-7203

Forpog apresenta evolução da pesquisa e inovação na Rede Federal

A evolução da pesquisa e inovação desde a criação dos Institutos Federais foi pauta do Fórum dos Dirigentes de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Forpog). Nos dias 12 e 13 de julho, em Brasília, foram apresentados os resultados conquistados até 2015, bem como novas ações a serem executadas.

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF

       ​Secretaria Executiva
    (61) 3966-7220
   conif@conif.org.br

       ​​Assessoria de Comunicação Social e Eventos
    (61) 3966-7230
   ​comunicacao@conif.org.br

       ​​​Assessoria de Relações Internacionais
    (61) 3966-7240
   ​internacional@conif.org.br