LOGO PORT1 LOGO ENGLISH32px LOGO ESP1

Forpog discute plano estratégico da Rede

Estiveram presentes: o reitor do IF Baiano, Sebastião Edson Moura; dirigentes do Forpog; além de representantes do Conif e da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC).

Os participantes compartilharam experiências e realizaram um diagnóstico sobre a estruturação da Pesquisa, Pós-graduação e Inovação em todas as instituições da Rede. O objetivo maior foi a elaboração de um conjunto de ações para viabilizar os projetos de ciência e tecnologia nos institutos, integrados a um plano maior da Rede Federal de Educação.

Na oportunidade, o Forpog elegeu – por unanimidade (com 40 votos) – seu novo coordenador nacional, o pró-reitor de Pesquisa do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), Carlos Henrique. O secretário geral do Fórum passa a ser o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação do Instituto Federal de Goiás (IFG), Ruberley Rodrigues. A coordenação geral do Forpog era exercida pelo Prof. Marcos Tadeu Couto, do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), desde 2008.

Presidindo a abertura do evento, Tadeu Couto ressaltou a importância das articulações entre os Institutos que acompanham a expansão da Rede. Sobre a reunião do Fórum, Couto afirmou que "o encontro é fundamental para que todos os institutos federais apresentem suas propostas. Assim, é possível pensar em nossa filosofia de atuação, crescer enquanto instituição e contribuir para o desenvolvimento do País".

Na sequência da programação, o reitor do IF Baiano destacou o modelo diferencial dos projetos científicos de um instituto federal em relação a outras instituições de educação. "Nascemos de uma interação escola-comunidade. Promovemos a troca de conhecimento entre professores e alunos do Instituto e compartilhamos saberes com a classe trabalhadora da cidade e do campo", disse.

No decorrer do encontro, os participantes dialogaram sobre o Plano Nacional de Qualificação dos Servidores da Rede Federal; o Prêmio Nacional de Tecnologia e Inovação; o Programa Ciências Sem Fronteiras; Orçamento de Projetos de Pesquisa para 2013, com referência às expertises do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); e estruturação dos cursos de pós-graduação nas instituições da Rede, a partir de critérios da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), entidade responsável pela avaliação dos programas de Formação Continuada das Instituições de Educação no Brasil; entre outros temas.

Eleito coordenador nacional do Forpog, Carlos Henrique afirmou que prezará pelo diálogo com os pró-reitores, representantes do Conif e com a Setec. "Não seremos apenas operacionalizadores de decisões, mas atuaremos de forma estratégica nas políticas públicas e institucionais relacionadas à Pesquisa, Inovação e pós-graduação", finalizou.

 

Assessoria de Comunicação do IF Baiano

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF

       ​Secretaria Executiva
    (61) 3966-7220
   conif@conif.org.br

       ​​Assessoria de Comunicação Social e Eventos
    (61) 3966-7230
   ​comunicacao@conif.org.br

       ​​​Assessoria de Relações Internacionais
    (61) 3966-7240
   ​internacional@conif.org.br