Conif participa de encontro da Frente Parlamentar da Educação

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O Conselho Nacional de Instituições da Rede Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Conif) participou de encontro da Frente Parlamentar de Educação com o ministro da Educação, Mendonça Filho, na Câmara dos Deputados, em Brasília, na manhã dessa quarta-feira, 3/5. O objetivo foi debater as prioridades de atuação da Frente e do Ministério da Educação (MEC) para este ano.

Na oportunidade, o vice-presidente do Conif, Roberto Gil Rodrigues Almeida, reitor do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM), pré-agendou reuniões com a Comissão de Educação da Câmara e com o conselho Nacional de Educação (CNE). Ao coordenador da Frente Parlamentar, deputado federal Alex Canziani (PTB-PR), foi solicitado apoio para garantir o orçamento necessário para a Rede Federal.

Para Canziani, “temos que fazer com que haja a melhoria da qualidade da educação. Não há como você falar ‘olha, é importante trazer alunos para a escola’. Isso o Brasil já fez com uma relativa competência. Quase 100% das crianças, pelo menos na educação fundamental, estão na escola. Mas o grande desafio é melhorarmos a qualidade. Aliado a isso, nós temos que concluir, e aí cabe ao CNE e depois ao Ministério a questão da Base Nacional Comum Curricular. Nós temos a questão da implementação do novo ensino médio e, obviamente, todo o Plano Nacional da Educação”.

Sobre o assunto, Mendonça Filho relatou que “a conclusão da Base Nacional Comum Curricular, que deve ser encaminhada ao Conselho Nacional da Educação, já fizemos a primeira etapa até o final do nono ano do ensino fundamental e concluiremos, até dezembro, o ensino médio. Ao mesmo tempo também, pretendemos avançar em políticas que valorizem a questão da qualidade na alfabetização do Brasil, que é um gargalo importante e essencial, para que a gente tenha melhor desempenho em outras etapas da vida educacional das crianças e jovens no Brasil, no fundamental e no ensino médio. Avançarmos também em políticas de valorização na formação inicial e continuada dos professores, protagonizando também a possibilidade de fortalecimento do piso nacional salarial e o cumprimento deste por parte dos entes da federação, estados e municípios. A questão da reforma do ensino médio, que queremos ampliá-la, do ponto de vista de processo de implementação, e, por fim, também a implantação do modelo de escola em tempo integral, com apoio do governo federal, para que a gente possa, em três anos, mais do que dobrar o número de matrículas em educação em tempo integral para o ensino médio brasileiro”.

No evento, também foi lançada a edição 2017 do ciclo de palestras “Educação em Debate”. A edição traz, em mídia digital, a série de nove palestras, com a participação de diferentes autoridades na área de ensino, promovidas no ano passado pela Frente em parceria com a Comissão de Educação e a TV Câmara.

A Frente Parlamentar da Educação tem o objetivo de promover o debate e articular as forças políticas do Congresso Nacional em torno da aprovação de medidas e recursos que contribuam para melhorar o acesso e a qualidade da educação no país.

Composta por 248 deputados e sete senadores, a Frente foi criada em 2003, mas logo foi extinta. Somente em 2011, o deputado Alex Canziani recriou o grupo. Desde então, a Frente promove e participa de discussões que envolvam a educação nacional.

 

Fonte: Câmara Notícias, Rádio Câmara e TV Câmara – com adaptações

Texto: Relações Públicas do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM)

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF
    (61) 3966-7201
   conif@conif.org.br