IFMS registra aumento nos projetos de iniciação científica

Pelo segundo ano consecutivo, o Instituto Federal do Mato Grosso do Sul (IFMS) registra aumento no número de projetos de pesquisa. O ciclo 2017-2018 recebeu 205 inscrições, das quais 200 foram habilitadas. O resultado está publicado na Central de Seleção.

O aumento representa 9,8% de crescimento no total de projetos aprovados em relação ao ano de 2016, quando foram selecionadas 182 propostas.

Os projetos aprovados para este novo ciclo envolvem 451 estudantes da instituição. Deste total, 65% é de estudantes do ensino médio, que participam da iniciação científica desde a educação básica no IFMS.

“O aumento de trabalhos reflete o interesse dos estudantes na pesquisa, bem como dos professores na orientação. Isto reforça a vocação institucional para a pesquisa. Ter estudantes do nível médio envolvidos nesse processo é uma conquista. Essa formação hoje pode refletir na melhora da pesquisa científica a longo prazo no Estado e no País”, explicou o pró-reitor de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, Marco Naka.

De acordo com dados da pró-reitoria, entre 2012 e 2016, o IFMS apoiou o desenvolvimento de 872 projetos de pesquisa em diversas áreas do conhecimento.

Campi e área – Também pelo segundo ano consecutivo, o campus Três Lagoas foi o que mais teve projetos aprovados (34), seguido de Coxim (30), Nova Andradina (26), Campo Grande (25), Corumbá (22), Dourados (16), Aquidauana (14), Naviraí (13), Jardim (11) e Ponta Porã (9).

Na divisão por área, Ciências Exatas e da Terra superou as demais, com 64 projetos selecionados. Em seguida, estão as Ciências Agrárias (39), Engenharias (33), Ciências Humanas (23), Linguística, Letras e Artes (18), Ciências Sociais Aplicadas (10), Ciências da Saúde (7) e Ciências Biológicas (6).

Documentação – Com a divulgação da relação de projetos contemplados com bolsa e/ou apoio, o coordenador deve providenciar os dados bancários do (s) estudante (s) indicado (s).

Também é preciso entregar na Coordenação de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação do campus o formulário de indicação do estudante, o comprovante de matrícula e a declaração do Nuged ou da Cerel comprovando ingresso por meio das cotas, para estudantes indicados aos Programas de Bolsas de Iniciação Científicas nas Ações Afirmativas (Pibic-Af).

Bolsas – As bolsas serão concedidas de agosto de 2017 a julho de 2018. O valor mensal é de R$ 100 para estudantes dos cursos técnicos integrados e de R$ 400 para os da graduação.

Os projetos de pesquisa não contemplados com bolsas foram considerados aprovados na categoria voluntário. Bolsista ou voluntário, o estudante deve dedicar-se às atividades de pesquisa por, no mínimo, 5 horas (nível médio) ou 20 horas (graduação) semanais.

O valor do Apoio e Incentivo a Pesquisa e Inovação pode ser de até R$ 200 (nível médio) ou R$ 400 (nível superior) por proposta selecionada, sendo que os recursos devem ser aplicados no custeio dos projetos.

Projetos de pesquisa por Área do Conhecimento:

Ciências Exatas e da Terra – 64

Ciências Agrárias – 39

Engenharias – 33

Ciências Humanas – 23

Linguística, Letras e Artes – 18

Ciências Sociais Aplicadas – 10

Ciências da Saúde – 7

Ciências Biológicas – 6

Fonte: Assessoria de Comunicação do Instituto Federal do Mato Grosso do Sul (IFMS)

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF
    (61) 3966-7201
   conif@conif.org.br