Polo de Inovação do IFBA cria sistema para auxiliar organizações de saúde no atendimento a pacientes diagnosticados com a Covid-19

Já está disponível no mercado o Sistema de Acompanhamento de Leitos Covid-19, desenvolvido pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), através do Polo de Inovação Salvador (PIS), unidade vinculada à Reitoria. Com investimento de R$ 52.180, o sistema foi financiado pela Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII) e validado a partir de uma base de dados da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

A expectativa é de que a inovação facilite a procura espontânea por atendimento à Covid-19, transferência e regulação dos pacientes entre as unidades hospitalares baianas, podendo ainda ser utilizada em outras instâncias públicas, como a Central de Regulação de Leitos. “Na prática, o sistema reproduz em tempo real a realidade do cenário da Covid-19 na Bahia, apresentando quantitativo de leitos Covid disponíveis e taxa de ocupação hospitalar para leitos de Enfermaria Adulto, Enfermaria Pediátrica, UTI Adulto e UTI Pediátrica. Também é possível identificar a taxa de ocupação por unidade de saúde através do módulo de pesquisa por Tipo de Unidade (Convencional, Referência ou Retaguarda), por Macrorregião e por Município”, esclarece a professora do curso de Radiologia do campus Salvador do IFBA, mestra em Ciências Ambientais, Isabelle Pinheiro.  

Credenciado pela EMBRAPII na área de equipamentos médicos, seus dispositivos e acessórios, o Polo de Inovação do IFBA é uma unidade especial, vinculada à Rede Federal de Educação Tecnológica, que desenvolve inovações para a indústria de base mecânica, eletrônica e de materiais do Complexo Industrial de Saúde. Menos de um terço das unidades da Embrapii trabalha com projetos na área de saúde, e o Polo de Inovação do IFBA é uma delas. Tal expertise para inovação na indústria foi reconhecida pela empresa Computação Brasil, demandante e titular, junto ao IFBA, da propriedade intelectual do sistema entregue em julho de 2020 e que agora está em transferência de tecnologia para os sistemas implantados pela empresa. De acordo com o sócio-diretor da Computação Brasil, Bruno Oliveira, o sistema desenvolvido pelo Instituto Federal da Bahia já está sendo negociado em rodadas de prospecção e poderá sofrer ajustes a partir da aquisição do módulo pelas empresas contratantes.

A ORIGEM - O projeto do sistema teve seu início com a aprovação no edital nº 01/2020 do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), para o enfrentamento à doença. Acoplando as áreas de ciências da saúde e ciências da computação, ao todo, envolveu, durante dois meses, 12 pessoas, entre docentes e estudantes do Doutorado Multidisciplinar e Multiinstitucional em Difusão do Conhecimento (DMMDC-IFBA) e do Mestrado em Engenharia de Sistemas e Produtos (PPGESP-IFBA) das unidades de Salvador, Santo Amaro e Barreiras.

Para o diretor pro tempore do PIS/IFBA, Juliano Lopes, a iniciativa é de extrema relevância, considerando seu caráter inovador. “O usuário, a partir, da implementação do sistema integrado a uma série de ações do serviço público de saúde, pode, sem exagero, ter a sua vida salva e o gestor terá condições técnicas para melhor gerir o atendimento e, consequentemente, os recursos para esse serviço. O IFBA, eu diria que vai potencializando a sua capacidade de atender demandas como essa do ponto de vista da pesquisa e inovação, abrindo espaço para novos projetos dessa natureza”, conclui.

Fonte: Matéria originalmente publicada no site do Instituto Federal da Bahia (IFBA)

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF

       ​Secretaria Executiva
    (61) 3966-7220
   conif@conif.org.br

       ​​Assessoria de Comunicação Social e Eventos
    (61) 3966-7230
   ​comunicacao@conif.org.br

       ​​​Assessoria de Relações Internacionais
    (61) 3966-7240
   ​internacional@conif.org.br