IFMA lança Observatório do Trabalho com dados de 30 cidades maranhenses

Com o objetivo de compartilhar dados sobre os setores que mais geram emprego nos municípios onde está presente, o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) divulga os primeiros resultados do seu Observatório do Trabalho. A iniciativa faz parte do projeto estratégico Observatório de APL’s, que integra o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI 2019-2023). O levantamento organiza e torna acessíveis as informações coletadas a partir das bases de dados do IBGE.

Acesse a página do Observatório do Trabalho

A pesquisa faz parte da programação do Universo IFMA nesta quinta-feira (9), sendo tema de uma palestra que vai ser ministrada por Eder Pereira, professor de Economia do IFMA e um dos coordenadores do projeto. A atividade vai contar com transmissão ao vivo pelo canal da TV IFMA no Youtube a partir das 15h30.

Além do professor Eder Pereira, o estudo também é coordenado pelo professor de Administração Silimar da Silva. Ambos são do Campus Bacabal. Os resultados publicados atualmente na página são referentes aos dados coletados em 2017. Os coordenadores do projeto explicam que haverá uma atualização quando o IBGE divulgar as estatísticas de 2020.

A mineração de dados é realizada por meio da plataforma Data Viva, ferramenta gratuita desenvolvida pelo governo de Minas Gerais. Assim, é possível automatizar a extração e organização dos números do emprego formal, a fim de apresentar um retrato do mundo do trabalho nas diferentes localidades onde o IFMA atua. “O conhecimento das potencialidades locais permite que o Instituto faça uma melhor alocação de recursos”, comenta o professor Eder Pereira.

Ele também pontua que o mapeamento de Arranjos Produtivos Locais (APL’s) requer métodos mais robustos de análise ou pesquisa presencial. Para haver APL’s, é necessário que haja interação entre os agentes econômicos num mesmo ramo da indústria ou beneficiamento – com conhecimento, inovação e apoio de entidades públicas e privadas. Por enquanto, o projeto trabalha apenas com o conceito de aglomerados produtivos.

Os dados apresentados se referem apenas a cada município isoladamente. A longo prazo, o projeto também pretende divulgar dados do emprego formal no Maranhão como um todo.

Fonte: Matéria originalmente publicada no site do Instituto Federaldo Maranhão (IFMA)

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF

       ​Secretaria Executiva
    (61) 3966-7220
   conif@conif.org.br

       ​​Assessoria de Comunicação Social e Eventos
    (61) 3966-7230
   ​comunicacao@conif.org.br

       ​​​Assessoria de Relações Internacionais
    (61) 3966-7240
   ​internacional@conif.org.br