Conselheiros

 Acre – Rosana Cavalcante dos Santos
Graduada em Engenharia Agronômica e especialista em Fruticultura Tropical pela Universidade Federal do Acre (Ufac). Possui especialização em Engenharia Ambiental e Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre e doutora em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp). Docente do Instituto Federal do Acre (Ifac) desde 2010, atuou nos campi Sena Madureira, Baixada do Sol e Rio Branco. Foi coordenadora de Pós-Graduação e, no campus Rio Branco, coordenadora de Pesquisa, Inovação e Extensão. Atuou na criação do Núcleo de Estudos e Extensão em Agroecologia do Acre (NeeAcre) e do Centro Vocacional Tecnológico de Referência em Agroecologia e Produção Orgânica do Acre (CVT Agroecologia). Assumiu a gestão pro tempore do Ifac em abril de 2014, sendo eleita reitora em 2015. Atualmente, coordena a Câmara de Pesquisa e Inovação do Conif. No Estado, conduziu projetos relevantes no Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) e na Secretaria de Meio Ambiente (Sema). É perita ambiental pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Rio Grande do Norte (Crea-RN).

Alagoas – Carlos Guedes de Lacerda
Mestre em Educação e graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), especialista em Gestão Pública pelo Instituto Federal do Paraná (IFPR) e graduado em Direito pela Centro Universitário de Maceió (Cesmac). Há 25 anos atua como docente no Instituto Federal de Alagoas (Ifal), tendo exercido, nos últimos quatro anos, os cargos de pró-reitor de Desenvolvimento Institucional e, eventualmente, de reitor substituto. Também foi chefe de Laboratório e de Departamento, coordenador de Curso e de Extensão e, por duas gestões, diretor-geral do campus Palmeira dos Índios. Assumiu a reitoria do Ifal para a gestão 2019-2023. É o atual vice-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal).
 
Amapá – Marialva do Socorro Ramalho de Almeida
Graduada em Letras pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Na rede pública de ensino, atuou das séries iniciais da educação infantil à pós-graduação. Em 2006 e 2007, lecionou no Instituto Federal do Pará (IFPA), quando passou a integrar a equipe de implantação do Instituto Federal do Amapá (Ifap). Em março de 2011, assumiu a Pró-Reitoria de Extensão. De 2012 a 2014, foi eleita coordenadora da região Norte do Fórum de Pró-Reitores de Extensão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Forproext). Foi responsável pela implantação local de programas federais como o Mulheres Mil e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Em junho de 2014, assumiu a direção-geral do campus Macapá. Vencedora do primeiro processo eleitoral do Ifap, assumiu a Reitoria em 2015.
 
Amazonas – Antonio Venâncio Castelo Branco 
Pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), graduou-se em Engenharia Civil e em Engenharia de Produção. Possui licenciatura na área de Construção Civil pelo Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná (Cefet-PR) e é pós-graduado em Instalações Prediais pelo Cefet de Minas Gerais (Cefet-MG). É doutorando na Universidad de la Empresa (UDE), em Montevidéu, no Uruguai. Atua há mais de 20 anos no serviço público. Em sua trajetória na Escola Técnica Federal do Amazonas (ETFAM), no Cefet do Amazonas (Cefet-AM) e no Instituto Federal do Amazonas (Ifam), ocupou os cargos de gerente educacional, diretor de ensino, vice-diretor-geral e pró-reitor de Ensino e de Desenvolvimento Institucional. Antes de nomeado reitor em março de 2015, assumiu a função como pro tempore por nove meses. Foi diretor de Relações Institucionais do Conif em 2016.
 
Bahia – Luzia Matos Mota
Doutora em Difusão do Conhecimento pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e mestre em Ensino de Ciências Naturais e Matemática pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), é licenciada em Física também pela UFBA. Desde 1994 é professora titular do Instituto Federal da Bahia (IFBA). No instituto, além de coordenar a implantação do primeiro Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional, Científica e Tecnológica, participou da fundação do Grupo de Pesquisa em Educação Científica e Tecnológica (GPET). A reitora estará à frente da gestão do IFBA até 2023.
 
Aécio José Araújo Passos DuarteBaiano – Aécio José Araújo Passos Duarte
Mestre em Educação Agrícola pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e especialista em Solos e Meio Ambiente pela Universidade de Lavras (UFLA\MG), é graduado em Agronomia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e no Programa Especial de Formação Pedagógica pelo Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná (Cefet-PR). Em 2003, ingressou como professor na Escola Agrotécnica Federal de Senhor do Bonfim\BA, atual IF Baiano, onde passou a atuar como professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico. Na instituição, foi membro do Conselho Superior 2012-2014/2014-2016), diretor-geral do campus Senhor do Bonfim-BA (2011 – 2017), e eleito reitor do IF Baiano para o biênio 2018 – 2022.
 
Brasília – Luciana Miyoko Massukado
Graduada em Engenheira Civil e mestre em Engenharia Urbana pela Universidade Federal de São Carlos (UFSC) e doutora em Ciências da Engenharia Ambiental pela Escola de Engenharia de São Carlos – Universidade de São Paulo (USP). Em 2009 ingressou no Instituto Federal de Brasília (IFB) como docente e ocupou os cargos de coordenadora de Pesquisa, diretora de Administração e pró-reitora de Desenvolvimento Institucional e de Pesquisa e Inovação. No IFB, idealizou e liderou dois grandes projetos: o ConectaIF e o Meninas na Ciência. Antes do Instituto, atuou na Fundação Nacional de Saúde (Funasa), na Universidade Católica de Brasília (UCB) e no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), onde participou da elaboração do Plano Nacional de Resíduos Sólidos.
 
Catarinense – Sônia Regina de Souza Fernandes
Graduada em Pedagogia pela Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac). Mestre e doutora em educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos-RS). Cumpriu doutorado sanduíche na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto (UP), em Portugal. Professora e pesquisadora nas áreas de Educação Básica e Superior, Políticas e Processos Pedagógicos em Educação e Formação de Professores. Docente do Instituto Federal Catarinense (IFC), coordenou o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) e o setor de Ensino Superior (2012-2015). Atualmente é reitora do IFC e coordenadora da Câmara de Ensino do Conif.

 
Ceará – Wally Menezes
Graduado, mestre e doutor em Física pela Universidade Federal do Ceará (UFC), é professor do IFCE desde 2010, já tendo coordenado cursos e projetos importantes como o Pronatec. O professor José Wally Mendonça Menezes é ex-aluno da antiga Escola Técnica Federal do Ceará, do curso técnico de Telecomunicações.Além disso, foi coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica e pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação. 

 
Jadir José Pela
Espírito Santo – Jadir Jose Pela
Possui Licenciatura Plena em Técnicas Industriais pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), mestrado em Educação Agrícola pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e doutorado em Produção Vegetal pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). Atuou como diretor-geral da Escola Técnica Federal do Espírito Santo (ETFES) e do Centro Federal de Educação Tecnológica do Espírito Santo (Cefet-ES). Foi presidente do Conselho dos Dirigentes dos Centros Federais de Educação Tecnológica do Brasil (CONCEFET) e coordenou, como reitor pró-tempore, a transformação do Cefet-ES em Ifes. Professor de ensino básico, técnico e tecnológico do Ifes, atuou principalmente nas áreas de educação profissional, ciência, tecnologia e inovação. Foi eleito para o cargo de reitor do Ifes em novembro de 2017.
 
Farroupilha – Nídia Heringe
Possui Doutorado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2007) e também Mestrado em Letras pela PUCRS. Cursou a Graduação em Letras - Português Inglês e Respectivas Literaturas- na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões. É Docente do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Farroupilha. Foi Pró-Reitora de Desenvolvimento Institucional do IFFar e coordenou o Fórum de Desenvolvimento Institucional do Conif (2014-2015).
 
Fluminense – Jefferson Manhães de Azevedo
Formado em Engenharia de Sistemas e Computação pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj). Mestre em Informática e doutor em Engenharia de Sistemas e Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Como gestor educacional, participou da transformação da Escola Técnica Federal de Campos em Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet), atual Instituto Federal Fluminense (IFF). Iniciou sua trajetória no IFF como docente, passando pela coordenação da área de informatização dos processos administrativos e acadêmicos. Foi vice-diretor-geral, diretor e pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação. Durante cinco anos esteve à frente da direção-geral do campus Campos Centro. Foi eleito para o cargo de reitor do IFF em dezembro de 2015.
 
Goiano – Elias de Pádua Ribeiro
O reitor Elias de Pádua Ribeiro possui 25 anos de experiência em docência, doutorado em Ciência Animal pela Universidade Federal de Goiás (2014), mestrado em Extensão Rural pela Universidade Federal de Viçosa (2007) e graduação em Letras Modernas pela Faculdade de Filosofia do Vale de São Patrício (1991). Tem experiência em Gestão Pública e atua nas seguintes áreas: Letras Modernas, com ênfase em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira; Sociologia e Extensão Rural, Comunicação Organizacional, Tecnologias da Informação e Comunicação, Comunicação e Inovações Tecnológicas.
 
Goiás – Jerônimo Rodrigues da Silva
Possui graduação em Química (Licenciatura Plena) pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). É especialista em Metodologia do Ensino Superior pela Faculdade de Filosofia de Rio Verde (GO) e em Gestão Pública pelo Instituto Federal do Paraná (IFPR). Tem experiência em Gestão Pública e na área de Engenharia de Produção, com ênfase em Avaliação de Projetos, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento sustentável; gestão ambiental; impactos ambientais; gestão de resíduos urbanos; e gerenciamento de resíduos. Em 2016, participou do Curso Leadership and Innovation in Contexts of Change pela Harvard Kennedy School. Ingressou na Escola Técnica Federal de Goiás, em 1984, como professor. Na instituição também exerceu as funções de coordenador dos cursos de Química e Biologia e de Ensino, além de ter sido diretor-geral da Unidade de Ensino Descentralizada de Jataí e diretor de Relações Empresariais e Comunitárias. No Instituto Federal de Goiás (IFG), foi diretor Administrativo do Campus Uruaçu e diretor-geral no Campus Luziânia. Acompanhou a implantação dos campi Formosa, Anápolis e Águas Linda. Foi pró-reitor de Desenvolvimento Institucional do IFG e membro do Conselho Superior. Atualmente ocupa o cargo de reitor do Instituto Federal de Goiás (Gestão 2013/2017 e 2017-2021). No Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (CONIF), foi diretor Administrativo, vice-presidente e atualmente ocupa o cargo de presidente do Conselho.
 
Mato Grosso –  Willian Silva de Paula
Graduado em Letras pela Faculdade Integrada de Cuiabá (FIC) e mestre em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Como professor, ingressou na Escola Agrotécnica Federal de Cuiabá (EAF/Cuiabá-MT) em 1996, onde exerceu as funções de coordenador pedagógico, chefe de gabinete e diretor de Ensino. No Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), foi pró-reitor de Ensino, diretor pro tempore dos campi Confresa e Lucas do Rio Verde. Em dezembro de 2016, foi eleito reitor do IFMT.
 
Mato Grosso do Sul – Elaine Cassiano
Doutora em Ciências Ambientais e Sustentabilidade Agropecuária pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e mestre em Produção e Gestão Agroindustrial pela Anhanguera – Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (Uniderp). É especialista em Gestão de Pessoas pelo Centro de Ensino Superior de Rondonópolis (Cesur) e em Docência para Educação Profissional, Científica e Tecnológica pelo Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), sendo graduada em Administração pelo Cesur. Ingressou como docente no IFMS em 2012, onde ocupou os cargos de diretora do Centro de Referência em Tecnologias Educacionais e Educação a Distância (Cread), pró-reitora de Ensino e Pós-Graduação, diretora da Educação Superior e coordenadora de Gestão Acadêmica. Nomeada em novembro de 2019, é a primeira mulher eleita para a reitoria do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul.
 
Maranhão – Carlos Cesar Teixeira Ferreira
Possui doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG-2013), mestrado em Engenharia de Eletricidade pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA-2004), Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho pelo Centro Federal de Educação Tecnológica do Maranhão (CEFET/MA-2000), graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA-1998) e graduação em Licenciatura Plena em Eletricidade pelo Centro Federal de Educação Tecnológica do Maranhão (CEFET/MA-1997). Carlos Cesar Teixeira é professor titular da carreira do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico no Instituto Federal do Maranhão (IFMA) lotado no Campus São Luís-Monte Castelo e pertence ao Banco de Avaliadores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Atualmente ocupa a função de Pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional do IFMA, tendo também já exercido as funções de Pró-Reitor de Planejamento e Administração e de Diretor-geral pro-tempore do Campus Caxias.
 
Minas Gerais – Kléber Gonçalves Glória
Graduado em Letras, mestre em Meio Ambiente e Sustentabilidade com doutorado em Gestão Pública. Cursou as seguintes especializações: Manejo Ambiental em Sistemas Agrícolas, Gestão Pública e Metodologia do Ensino. Iniciou sua carreira como servidor público na Escola Agrotécnica de São João Evangelista (EAFSJE) em 1984, quando assumiu o cargo de Assistente em Administração. Em 1992, assumiu o cargo de docente na Escola Agrotécnica Federal de Salinas (EAFSalinas). Em 1993, retornou à EAFSJE, atual campus São João Evangelista do Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG), onde foi diretor-geral por dois mandatos consecutivos (2003-2007 e 2007-2011) e exerceu os cargos de diretor de Administração e Planejamento e de diretor de Ensino. Foi membro da diretoria executiva do Conselho das Escolas Agrotécnicas Federais (Coneaf). É reitor do IFMG na gestão 2015-2019.
 
Norte de Minas Gerais – Joaquina Aparecida Nobre da Silva
Graduada em Letras/Português pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), a reitora Possui especialização em Ensino de Língua Inglesa pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e em Gestão Pública pela Unimontes.  Joaquina é Mestra e Doutora em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), concluídos no ano 2005 e 2017, respectivamente. Atuou como professora de Língua Portuguesa da rede pública estadual de ensino, desde o ano de 1995. Em 2009, ingressou na Rede Federal de Ensino, no recém-criado Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG). Atuou como professora no Campus Januária por dez meses, até ser transferida, por meio de edital, para o Campus Pirapora, onde esteve a frente da Coordenação de Extensão (2010), da Coordenação Geral de Ensino (2011) e Coordenação de Ensino dos cursos técnicos (2012). No ano de 2016 foi eleita diretora geral desse mesmo Campus.
 
Pará – Cláudio Alex Jorge da Rocha
Possui graduação em Tecnologia em Processamento de Dados pela Universidade da Amazônia (Unama); especialização em Engenharia de Software pela Universidade Federal do Pará (UFPA); mestrado em Ciências da Computação e Matemática Computacional pela Universidade de São Paulo (USP) e doutorado em Engenharia Elétrica, com ênfase em Computação Aplicada, pela UFPA. Foi diretor de Suporte Computacional da Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa). É professor titular do Instituto Federal do Pará (IFPA), onde, eleito, exerce a função de reitor. No Conif, coordenou a Câmara de Desenvolvimento Institucional e é o atual diretor Financeiro.
 
Paraíba – Cícero Nicácio do Nascimento Lopes
Cursou licenciatura, mestrado e doutorado em Letras na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Atualmente é reitor do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), onde é docente. É o coordenador da Câmara de Gestão de Pessoas do Conif. Tem experiência na área de Literatura Brasileira, com ênfase em Letras, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura brasileira, crônica, intertextualidade, negritude e literatura comparada. Tem dois livros de crônicas literárias publicados.
 
Paraná – Odacir Antonio Zanatta
Mestre e doutor em Agronomia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professor do Instituto Federal do Paraná (IFPR) desde 2009, lecionou nos campi Curitiba e Umuarama. Atuou como diretor de Ensino, Pesquisa e Extensão e coordenador dos cursos técnicos em Agronegócio e Agroecologia. Foi diretor-geral do campus Umuarama. Atualmente é reitor pro tempore do IFPR.
 
 
Pernambuco – José Carlos de Sá
O reitor José Carlos de Sá é mestre em Sistemas de Potência e graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Ele é egresso do Curso Técnico em Eletrotécnica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE). Em 2010, José Carlos de Sá retornou à instituição como docente do Campus Garanhuns, onde foi também diretor-geral por dois mandatos consecutivos. Foi eleito reitor do IFPE para o quadriênio 2020-2024. Sua nomeação ocorreu em 13 de abril de 2020.
 
Piauí – Paulo Henrique Gomes de Lima
Graduou-se em Engenharia de Agrimensura pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e especializou-se em Avaliação Educacional. Tem Mestrado em Desenvolvimento Urbano pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e doutorado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). É professor titular do Instituto Federal do Piauí (IFPI), onde, além de lecionar em cursos técnicos, superiores e de pós-graduação lato sensu, exerceu as funções de diretor de Ensino Superior e pró-reitor de Ensino do IFPI. Eleito em 2013, atualmente ocupa o cargo de reitor.
 
Rafael Barreto AlmadaRio de Janeiro – Rafael Barreto Almada
Doutor em Engenharia Química pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ) e mestre em Engenharia Química pela Coppe/UFRJ (2008). É formado em técnico em Química (2001), graduado em Química Industrial pela Universidade Federal Fluminense (2005), tem licenciatura em Química (2009) e especialização em Gestão Ambiental pela Universidade Cândido Mendes (2009). É professor de Físico-Química, Química Analítica e Química Ambiental no campus Rio de Janeiro do IFRJ, tendo atuado como  conselheiro no Conselho Superior (IFRJ); coordenador-geral de Programas e Projetos e pró-reitor de Extensão (IFRJ); coordenador nacional do Fórum de Pró-reitores de Extensão (ForProExt/Conif); assessor especial para o Desenvolvimento da Extensão Tecnológica do Núcleo Estruturante da Política de Inovação da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC); conselheiro representante do MEC no Conselho Superior do Instituto Federal do Acre, Instituto Federal de São Paulo, Colégio Pedro II e do Conselho Diretor do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca; e conselheiro e presidente do Conselho Regional de Química – Terceira Região.

Rio Grande do Norte - José Arnóbio de Araújo Filho
Professor de Ensino, Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN). Com 32 anos de exercício de magistério, atua no ensino, na pesquisa e na extensão, tanto na educação básica, quanto na educação superior, em nível de graduação e de pós-graduação. Exerceu a função de Diretor Geral do Campus Natal-Central por oito anos. Exerceu as suas atividades profissionais nos últimos 26 anos.

 
Júlio Xandro HeckRio Grande do Sul – Júlio Xandro Heck
Pós-doutor em Biotecnologia, doutor em Biologia Celular e Molecular, mestre em Microbiologia Agrícola e do Ambiente, e graduado em Química Industrial de Alimentos. Ingressou na Rede Federal em 2007 pela Escola Técnica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde desempenhou funções docentes ligadas aos cursos Técnicos de Química e de Biotecnologia. Em 2008, foi eleito vice-diretor. Em dezembro do mesmo ano, já como IFRS, passou a exercer também a função de diretor de Ensino. Em fevereiro de 2013, assumiu o cargo de pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação do IFRS, onde permaneceu até fevereiro de 2016. Em março do mesmo ano, retornou ao Campus Porto Alegre, dedicando-se exclusivamente às atividades docentes, incluindo orientações de projetos de pesquisa e de estágios e participação na CPPD da unidade. Suas áreas de atuação principais são a Biotecnologia - com destaque para a questão dos alimentos transgênicos – e a Inovação. Foi eleito para o cargo de reitor do IFRS em março de 2018.
  
Rondônia – Uberlando Tiburtino Leite
Graduado em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal da Paraíba, (UFPB), especialista em Administração Pública pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), mestre em Produção Vegetal pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e doutor em Produção Vegetal pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Representou os estudantes de Agronomia durante sua formação profissional, presidindo o Diretório Acadêmico de Agronomia do Centro de Ciências Agrárias da UFPB. Ingressou no Instituto Federal de Rondônia (Ifro) em 2004, como docente do atual campus Colorado do Oeste. Na instituição, foi coordenador-geral de Produção e Pesquisa, diretor-geral do campus Ariquemes, membro titular do Conselho Superior e, em 2013, assumiu a Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação. É atual reitor do Ifro e coordenador da Câmara de Administração do Conif.
 
Roraima – Nilra Jane Filgueira
Doutora em Educação em Ciência e Matemática (UFMT); mestre em Ensino de Ciências e Matemática (Ulbra); licenciada e bacharel em Matemática (UFRR); professora do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Roraima (IFRR); professora permanente do Programa de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação – Mestrado Acadêmico da Universidade Estadual de Roraima em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima.
 
São Paulo – Eduardo Antônio Modena
Doutorando em Engenharia Civil na Universidade de Campinas (Unicamp), estudou na Escola Técnica Federal de São Paulo (ETFSP) na década de 70, onde foi aluno do curso técnico em Edificações. O reitor do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) é professor efetivo na área de Construção Civil desde 1986. Entre 1993 e 1994, foi coordenador de área na ETFSP. Auxiliou na implantação do campus Caraguatatuba e assumiu as gerências educacional e administrativa da unidade.
 
Sergipe – Ruth Sales Gama de Andrade
Doutora em Química pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), mestre em Química pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e com graduação em Química Industrial pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), a reitora iniciou a trajetória em sua área de formação na antiga Escola Técnica Federal de Sergipe – atual Instituto Federal de Sergipe (IFS) –, onde concluiu o Curso Técnico em Química. Ingressou na Escola Técnica Federal de Sergipe como docente, onde exerceu as funções de coordenadora de Pesquisa, pró-reitora de Pesquisa e Inovação e coordenadora do Núcleo de Inovação Tecnológica. Atuou como pró-reitora de Pesquisa e Extensão até outubro de 2018, quando assumiu a reitoria do IFS, eleita para o quadriênio 2018-2022. Foi conselheira suplente do Senai e do Senac.

Sertão Pernambucano – Maria Leopoldina Veras Camelo
Possui Licenciatura Plena em Química pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), mestrado e doutorado em Química Orgânica pela Universidade Federal do Ceará (UFC). É professora do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão-PE) desde 2007. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Ensino de Química, Formação de Professores e Química dos Produtos Naturais.

 
Sudeste de Minas Gerais – Charles Okama de Souza
Charles Okama de Souza é graduado em Ciências Contábeis e mestre em Administração Pública pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Professor no Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) desde 2007, foi coordenador dos programas de Expansão Institucional e e-Tec Brasil, além de ter ocupado o cargo de pró-reitor de Administração. Tomou posse como reitor da instituição em abril de 2017.


Sul de Minas Gerais – Marcelo Bregagnoli
Iniciou a carreira como docente do Instituto Federal do Sul de Minas (IF Sul de Minas) em 1997, na então Escola Agrotécnica Federal de Muzambinho. É técnico em Agropecuária e licenciado em Ciências Agrícolas pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRJ) e mestre em Fitotecnia pela mesma instituição. Doutor em Agronomia pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq/USP). No IF Sul de Minas, lecionou nos cursos Técnicos em Agropecuária, Agroindústria, Engenharia Agronômica e especialização em Cafeicultura. Organizou eventos técnico-científicos como o Congresso Nacional de Meio Ambiente de Poços de Caldas (2010), o Simpósio Sistemas Integrados de Manejo Produção Agrícola Sustentável (2014), a Olimpíada Brasileira de Agropecuária (2011 a 2015) e a Olimpíada Internacional de Ciências da Terra (2015). De 2010 a 2014, atuou como pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, sendo eleito reitor para a gestão 2014-2018. É o atual coordenador da Câmara de Educação do Campo do Conif.
 
Sul-rio-grandense – Flávio Luís Barbosa Nunes
Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Tecnólogo em Processamento de Dados pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Possui duas especializações – em Informática, pelo Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná (Cefet-PR) e, em Educação Continuada e a Distância, pela Universidade de Brasília (UnB). Iniciou sua trajetória no Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul) em 1992, como docente. Na Reitoria, entre 2009 e 2015, exerceu as funções de assessor, diretor executivo e vice-reitor. Foi eleito dirigente máximo da instituição em 
 
Tocantins – Antônio da Luz Júnior
Doutor em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007), tendo ingressado como servidor no Instituto Federal do Tocantins (IFTO) em 2007. No Instituto, coordenou cursos de nível médio, foi gerente de ensino e diretor-geral (de 2010 a 2018), atou no Colégio de Dirigentes (Codir) e Conselho Superior (Consup), tendo participado de comissões para melhorias administrativas e de servidores. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Processamento de Imagem e Recuperação da Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: Análise Semântica de Conteúdo Visual, Redes Sociais e Informática em Saúde.

 
Triângulo Mineiro – Deborah Santesso
Doutora e mestre em Ciências dos Alimentos e graduada em Agronomia pela Universidade Federal de Lavras (UFLA). Em 1999, ingressou como docente na Escola Agrotécnica Federal de Uberlândia – atual Campus Uberlândia do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM). No Instituto, a reitora atuou como professora de cursos técnicos, de graduação e pós-graduação lato sensu no Campus Uberlândia, e no mestrado profissional no Campus Uberaba. Foi também pró-reitora de Desenvolvimento Institucional e diretora de Ensino, Pesquisa e Extensão. A dirigente comandará a instituição até 2023.
 
Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais – Flávio Antônio dos Santos
Engenheiro Civil e mestre em Engenharia de Estruturas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Doutor em Engenharia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com doutorado sanduíche na Universidade de Edimburgo. Foi visitante na École Nationale Supérieure d'Arts et Métiers, onde desenvolveu projeto na área de Construção e Meio Ambiente. É diretor-geral do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG), onde leciona nos cursos de graduação e mestrado em Engenharia.
  
Colégio Pedro II (RJ) – Oscar Halac 
Reitor do Colégio Pedro II, ingressou na instituição em 1981 e foi responsável pela execução do Plano de Expansão do Colégio, implantando os campi São Cristóvão III, Realengo, Niterói e Duque de Caxias. Dirigiu os campi Tijuca II e Duque de Caxias, paralelamente à implantação do campus Realengo. Professor de Química, é mestre em Química Analítica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), doutor em Química Inorgânica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especialista em Educação na modalidade Administração Escolar. 

Santa Catarina

Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro
SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF

       ​Secretaria Executiva
    (61) 3966-7220
   conif@conif.org.br

       ​​Assessoria de Comunicação Social e Eventos
    (61) 3966-7230
   ​comunicacao@conif.org.br

       ​​​Assessoria de Relações Internacionais
    (61) 3966-7240
   ​internacional@conif.org.br