Ifac levará programação educativa para Expoacre 2017

Mais uma edição da Expoacre terá a parceria do Instituto Federal do Acre (Ifac) que levará uma programação de minicursos e oficinas para a feira. As atividades serão realizadas na semana de 24 a 28 de julho, no Campus do Agronegócio do Parque de Exposições Marechal Castelo Branco.

A programação do Ifac na Expoacre 2017 terá o envolvimento de docentes dos campi Avançado Baixada do Sol, Sena Madureira e Xapuri. As atividades serão desenvolvidas pelo Núcleo de Pesquisa Aplicada em Pesca e Aquicultura do Ifac (Nupa) e pelo Centro Vocacional de Tecnologia em Agroecologia do Acre (CVT Agroecologia).

De acordo com a coordenadora do Nupa, Guiomar Diniz, as atividades terão a participação de estudantes, professores/pesquisadores e produtores da região. “Estamos nos preparando para participar de mais uma edição da Expoacre. Vamos levar as ações do Ifac de difusão tecnológica nas ciências agrárias, tecnologia e conservação de alimentos, horticultura, produção e manejo de pescado. O nosso foco é a difusão de tecnologias”, informou.

A programação contará com apoio da empresa AGRICOTEC – Tecnologia para Aquicultura. O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Banco da Amazônia (Basa), Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Secretaria de Estado de Agropecuária do Acre são apoiadores das atividades do Instituto na feira.

Programação – A programação começa na segunda-feira, 24/7, com o minicurso de Agroindustrialização de Leite, a partir das 8 horas. A atividade será o dia todo e terá como foco o processamento de queijo tipo minas frescal. Serão abordados tópicos como higiene e boas práticas de fabricação, ingredientes lácteos, tipos de queijo, características e processo do queijo minas frescal. O minicurso será ministrado pelo professor Jefferson Barros.

No mesmo dia, será realizada a abertura oficial das atividades do Ifac na Expoacre 2017. A cerimônia começa às 15h30 e será no estande do Instituto, localizado no Campus do Agronegócio.

A terça-feira (25/7) terá duas oficinas. Pela manhã, das 8 às 12 horas, a oficina sobre cadeia produtiva da mandioca vai abordar tópicos importantes em manejo e beneficiamento. A atividade será coordenada pelos professores Dione Salla e Guiomar Diniz, do Ifac, e pelo pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Amauri Siviero.

De tarde, o assunto é açaí com uma oficina de Elaboração de produtos à base dessa fruta. Instalações da área de processamento da Agroindústria, boas práticas no beneficiamento do açaí, fabricação de açaí cremoso e de brigadeiro de açaí serão os tópicos apresentados pelo professor Marcel Souza.

Ainda na terça-feira, haverá um ciclo de palestra seguido de uma roda de conversa sobre Agronegócio no Acre. O foco será no financiamento rural e em compras públicas para pequenos produtores. Para apresentar os temas estarão presentes representantes do Banco da Amazônia (Basa) e da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A atividade será no hall do estande, no período da tarde.

O terceiro dia de atividades, quarta-feira (26/7) começa com o minicurso sobre a produção de hortaliças em ambiente protegido. Serão abordados a importância do ambiente, as principais culturas, os tipos de filmes (plásticos) e telas recomendados para ambiente protegido. O minicurso será ministrado pelo professor Edvar Silva e terá atividades pela manhã e no período da tarde, quando os participantes irão a campo.

No mesmo dia, outra oficina sobre Agroindustrialização de Leite terá como foco a qualidade na produção leiteira em pequenas propriedades. A atividade, conduzida pelo professor Claiton Baes Moreno, terá início às 13 horas.

A programação continua na quinta-feira (27/7) com o minicurso sobre cadeia produtiva de pescados no estado do Acre. A atividade abordará manejos inadequados na produção aquícola, doenças transmitidas por pescados, boas práticas no beneficiamento de pescados, evisceração e filetagem (retirada de espinhas) de tambaqui e produção de linguiça de tambaqui. O minicurso terá duração de 16 horas e será concluído na sexta-feira de tarde. A frente da atividade estão as professoras Hévea Maciel, Guiomar Diniz e Luciana Castello Branco.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do Instituto Federal do Acre (Ifac) 

SCS, quadra 2, bloco D, Edifício Oscar Niemeyer, térreo, lojas 2 e 3. CEP: 70316-900. Brasília – DF

       ​Secretaria Executiva
    (61) 3966-7220
   conif@conif.org.br

       ​​Assessoria de Comunicação Social e Eventos
    (61) 3966-7230
   ​comunicacao@conif.org.br

       ​​​Assessoria de Relações Internacionais
    (61) 3966-7240
   ​internacional@conif.org.br