Programa Lapassion em Rede é aberto com atividades e solenidade no IFG

Em solenidade realizada na tarde de ontem, 19, no Instituto Federal de Goiás – Câmpus Itumbiara, autoridades federais, estaduais e municipais participaram da abertura oficial do Programa Lapassion em Rede – Metodologia Brampssol. O Lapassion em Rede é a união de dois projetos: o Lapassion, financiado pela União Europeia, e o Brampssol, criado pelo Câmpus Itumbiara do Instituto Federal de Goiás, com o apoio da empresa Enel Goiás.


Presente na mesa diretiva, a reitora do IFG, professora Oneida Cristina Barcelos Irigon, afirma que sempre foi uma entusiasta do projeto, desde o seu início. “Isso aqui é um sonho, e a cada sonho que se realiza a gente vai fazendo outros se realizarem”. Oneida conta que essa etapa de Itumbiara reúne estudantes de 24 estados brasileiros e de Portugal e que o conjunto de atores – professores, servidores e estudantes – “nos fazem perceber que a educação é uma via de mão dupla, é um meio de articulação, cooperação, colaboração, um segurando na mão do outro”, comenta. A reitora ressalta ainda que essa metodologia Brampssol, criada no IFG – Câmpus Itumbiara, é uma proposta voltada às particularidades da Rede Federal, propicia um ambiente ainda mais inclusivo, sistêmico, feito com metodologias ativas para contribuir com a resolução de problemas reais.

A gerente de Projetos da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), Úrsula Maruyama, participou da solenidade como representante do secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação, Tomás Dias Sant'Ana. Ela conta que é ex-aluna da Rede Federal e que à época fez o curso técnico em Eletrotécnica. E que por isso estava ali falando para tantos estudantes. “Vocês precisam acreditar no potencial de vocês. O Lapassion em rede tem a capacidade de transformar esse país. Vocês representam o que há de melhor em educação pública, gratuita, inclusiva e de qualidade”, finaliza.

Realizado com apoio do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), o Lapassion representa, para a vice-presidente de Relações Institucionais do Conselho, Deborah Santesso Bonna, um momento muito importante para a Rede Federal, pois mostra a vocação internacional das instituições. “Os estudantes serão capazes de se conectar com as demandas locais e resolver desafios de todo planeta”, diz.


Subsecretária de Ciência, Tecnologia e Inovação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação e representante do governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado, Sheila Oliveira Pires afirma que a iniciativa do Lapassion tem um papel fundamental ao fazer do aluno o protagonista da sua própria vida, desenvolvendo habilidades de liderança, para atuação no mercado de trabalho, aliando o conhecimento da academia com a habilidade de cooperar, criar e viver em coletividade.


Já o diretor-geral do Câmpus Itumbiara, Marcos Antônio Arantes, afirma que é uma honra receber essa etapa do programa. “Serão 10 semanas de muito trabalho, que visa realizar projetos interdisciplinares com foco na inovação. E por que não sonhar? Sonhe, trace metas, estabeleça prioridades e arrisque-se”, finaliza o diretor.


Solenidade


A solenidade foi aberta com a apresentação do Grupo de Choro do IFG - Câmpus Goiânia seguida das falas e, ao final, o estudante Nelson Rodrigues Silva, um dos coordenadores do projeto, contou um pouco desta etapa, que reúne pesquisa, o projeto IF Maker, que foi um dos projetos que inspirou os estudantes a criarem a metodologia Brampssol, empresas, sociedade, aproximando o empresariado da comunidade. “Nessa etapa, vamos capacitar alunos, tutores e equipe com base na empatia. Queria dizer que nunca passei tanto tempo sem dormir”, finaliza Nelson. A fala de Nelson reflete o trabalho e o desempenho que o grupo de participantes, a equipe de coordenação, servidores e todos os envolvidos está tendo para que os objetivos sejam concretizados ao final das 10 semanas.  

Participaram do evento os pró-reitores do IFG, gestores e servidores, reitores e representantes de outros Institutos Federais, do Conif, representantes dos poderes estadual e municipal, de associações de comércio de Itumbiara, empresas e parceiros.


O Programa


O Lapassion em Rede está planejado para ser realizado em quatro anos, com o objetivo de expandir para toda Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, países de língua portuguesa e latino-americanos. O Programa se baseia na metodologia Brampssol, que foi criada por estudantes e docentes do Câmpus Itumbiara em 2021. Baseados na expertise adquirida com a participação no projeto Lapassion, além do IF Maker e de um projeto P&D, alunos e docentes de Itumbiara desenvolveram a metodologia que torna os estudantes ainda mais protagonistas no desenvolvimento de suas soft-skills. De aluno para aluno, o Brampssol coloca estudantes como tutores dos próprios estudantes e tem como fio condutor o Design Thinking, utilizado por grandes instituições e empresas no desenvolvimento de projetos.


O programa plurianual do Lapassion em Rede, Metodologia Brampssol, tem sua primeira etapa no Câmpus Itumbiara. Ao longo de 10 semanas, estudantes de todo o Brasil e de Portugal, vão propor soluções inovadoras para desafios reais, contando com a parceria de grandes empresas e instituições. Essa etapa conta com a participação de 32 Institutos da Rede Federal, 2 Institutos Politécnicos de Portugal, contabilizando um total de 47 câmpus, 55 estudantes e 14 tutores, divididos em 11 times.


Assessoria de Comunicação do Conif

Foto: Ascom/IFG




Compartilhe esta notícia

mais notícias

Post Tags

relacionado