Seminário aproxima Rede Federal de instituições portuguesas

O Conselho das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) e o Conselho Coordenador dos Institutos Politécnicos (CCISP) firmaram uma série de compromissos para o fortalecimento dos trabalhos das duas instituições durante o I Seminário Luso Brasileiro de Ensino Superior. Realizado de 4 a 6 de abril de 2022, na cidade de Bragança, Portugal, o Seminário teve como instituição anfitriã o Instituto Politécnico de Bragança.

 

Durante o encontro, os projetos e as potencialidades do Conif e da Rede Federal foram apresentados, demonstrando a sua importância e a qualidade das suas ações. Vários destaques foram dados aos itinerários formativos inovadores, aos movimentos de dupla diplomação, projetos de mobilidade, relações de fronteira, e o aprofundamento das relações Brasil-Portugal.

 

“Foram tratados diversos temas que convergem no âmbito das ações de internacionalização, notadamente a inovação formativa, a dupla diplomação, a mobilidade, a co-criação. Nesse sentido, como fruto dessa reunião, diversos acordos foram firmados entre as instituições que compõe a Rede e os Institutos Politécnicos, além de terem sido estabelecidas linhas de ação que irão fortalecer a relação Conif e CCISP”, aponta o presidente do Conif, Claudio Alex da Rocha.

 

Para levar a teoria para a prática, vários workshops foram realizados durante esses dias de intenso trabalho, com vistas a intensificar o compartilhamento de boas práticas entre as instituições brasileiras e portuguesas. O Fórum de Assessores Internacionais da Rede Federal (Forinter) participou ativamente da construção do Seminário, desenvolvendo as metodologias das oficinas, atuando na condução do matchmaking e celebração de acordos.

 

O vice-coordenador do Forinter, Luciano Perilo, aponta que “o seminário luso-brasileiro de internacionalização é a materialização da relação entre as instituições, atores e ações que privilegiará a perenidade de um espaço propositivo e evidencia a internacionalização na Rede Federal enquanto um eixo transversal à educação, na perspectiva do ensino, da pesquisa, da extensão, do empreendedorismo, da inovação e da gestão.”

 

No âmbito do Conif, uma série de compromissos foram assumidos, para o fortalecimento dos trabalhos conjuntos entre o Conselho e o CCISP, desde a constituição de um comitê de acompanhamento permanente de ações, elaboração de revista científica conjunta e a realização de um seminário itinerante bianual e, até a implementação da metodologia LAPASSION ERASMUS+ em toda a Rede Federal.

A reitora Deborah Bonnas, vice-presidente de relações institucionais do Conif, destaca que os produtos provenientes desse primeiro Seminário irão estreitar as relações das instituições luso-brasileiras, agregando valor aos projetos que já vem sendo desenvolvidos na Rede.


Deborah coloca que “o seminário foi muito marcante, uma vez que propiciou o aprofundamento das relações já existentes, por meio da elaboração de plano de ação Conif e CCISP, atendendo não somente os participantes do evento, mas toda a REDE Federal. É importante notar que o CCISP nos enxerga como um forte parceiro inclusive na pesquisa, inovação e empreendedorismo. Todas as atividades desenvolvidas aqui em Portugal corroboram para consolidação de uma política de internacionalização, um plano para Rede, a ser proposto ao pleno e, posteriormente ao governo federal”.


O seminário contou também com o apoio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC/MEC), que participou do evento com a representação do diretor de desenvolvimento da Rede Federal, Kedson Lima. “Foi um evento fantástico onde se fortaleceu parcerias e foram criadas novas oportunidades. Saímos mais enriquecidos e cientes do nosso papel enquanto SETEC na indução da internacionalização junto às instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Certamente novas ações serão construídas e desenvolvidas conjuntamente com o Conif”, avalia o diretor.



O evento contou com a participação de 35 instituições brasileiras da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e 24 Institutos Politécnicos portugueses. Na sequência do evento, as instituições brasileiras cumprirão agenda junto ao Instituto Politécnico do Porto, onde ficam até o dia 8/4, com visitas técnicas e agenda voltada para a cooperação.


Rede Federal


A Rede é composta por 41 instituições congregadas – 38 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, dois Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets) e o Colégio Pedro II – que, juntas, contabilizam 631 unidades em todo o Brasil.


Trata-se de uma instância de discussão, proposição e promoção de políticas de desenvolvimento da formação profissional e tecnológica, pesquisa e inovação. O Conselho atua no debate e na defesa da educação pública, gratuita e de excelência. Para tanto, o colegiado exerce um papel articulador, nacional e internacionalmente.


Em 2020, de acordo com dados da Plataforma Nilo Peçanha, do Ministério da Educação (MEC), a Rede Federal contabilizou mais de 1,5 milhão de matrículas, sendo 45,08% em cursos de qualificação profissional, 30,68% nos cursos Técnicos, 20,05% em cursos de Graduação e 3,28% em cursos de Pós-Graduação. A Rede oferta ainda cerca de 11 mil cursos, e conta com mais de 75 mil servidores.


Assessoria de Comunicação do Conif

Texto: Fernanda Torres

Foto: Fernanda Torres / IPB


Compartilhe esta notícia

mais notícias

Post Tags

relacionado