IFBA sedia fórum de dirigentes de Ensino da Rede Federal

A formação inicial de professores, os desafios e possibilidades do ensino no contexto da pandemia da Covid-19, as possibilidades para Educação de Jovens e Adultos e a formação de professores para Educação Profissional em Rede foram algumas das temáticas tratadas no Fórum de Dirigentes de Ensino (FDE) do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), que ocorreu entre os dias 26 e 29 de abril.


O evento sediado na Reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), em Salvador, contou com a participação de representantes das instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, que reunidas (os) definiram os demais temas sobre os quais o FDE se debruçará no ano de 2022, a partir da atuação de Grupos de Trabalho (GTs).


Um dos seis fóruns do Conif, o FDE reúne seus membros de forma presencial pelo menos duas vezes ao ano. Dessa vez, o evento foi realizado no IFBA a convite da reitora Luzia Mota, que assumiu, neste mês de abril, a coordenação da Câmara de Ensino do Conif, responsável pelas ações sistêmicas vinculadas ao tema e a quem o FDE presta assessoramento direto. Ao lado de Luzia, há mais cinco reitoras (es) como membros da Câmara: José Arnóbio (IFRN), Cícero Nicácio (IFPB), Marialva Almeida (IFAP), Nilra Jane (IFRR), Maria Leopoldina Veras (IF Sertão PE).


“Venho para somar e me colocar à disposição para ser uma voz do FDE no Conif”, afirmou a reitora do IFBA em sua participação no evento, na tarde do dia 28, quando elencou como pautas importantes de debate o ensino híbrido, o teletrabalho e a formação de equipes multidisciplinares para atendimentos às (os) estudantes da Rede. Luzia ainda enfatizou o protagonismo da área de ensino na transformação social e defendeu a educação emancipadora, com destaque de trajetórias.


O coordenador do FDE, Ricardo Cardoso, convocou os presentes para uma reflexão sobre o papel das instituições de ensino e suas peculiaridades e a importância da realização de debates sobre a educação para o fortalecimento da identidade. Após dar as boas vindas à Luzia, relembrou a relação positiva com a coordenação anterior da Câmara de ensino e ponderou que o momento é de avanços em pautas importantes da área.


A união entre pautas de ensino e de educação também foi mencionada por Luzia, além da junção de áreas de interligação dos fóruns, o que proporcionaria, na visão da reitora, discussões maiores. “Mais teremos a prosperar!”, disse. O fortalecimento da atuação em rede dos IFs e escolas técnicas e as possíveis mudanças devido ao contexto das eleições presidenciais também estiveram presentes nas discussões, a partir das falas das (os) participantes da reunião.


Para o pró-reitor de ensino do IFBA, Jancarlos Lapa, a realização do FDE na instituição baiana constitui-se como “uma grande oportunidade do IFBA, de certa forma, voltar ao cenário da própria Rede, enquanto um expoente na região Nordeste”.


Temáticas interseccionais – Ensino, Pesquisa e Extensão na Rede


O FDE integrou o evento Fóruns de Ensino, Pesquisa e Extensão da Rede Federal, ocorrendo simultaneamente a outros dois fóruns: Fórum de Pró-Reitores de Extensão (Forproext) e Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Forpog).


Entre as pautas comuns, a curricularização da extensão (que passa a fazer parte de 10% dos cursos de graduação); a Portaria nº 983/2020 sobre a nova carga horária docente, que, além das atividades de ensino, inclui pesquisa e extensão; permanência e êxito.


Assessoria de Comunicação do Conif

Texto: Helen Sampaio - Ascom/IFBA

Foto: Ascom/IFBA

Compartilhe esta notícia

mais notícias

Post Tags

relacionado